Páginas

3 de mai de 2014

O Feijão e o Sonho

Livro de Orígenes Lessa, que trata da trajetória e infortúnios de Campos Lara, poeta, escritor, professor... Sonhador.


Campos Lara não é verdadeiramente um intelectual, mas um inconsequente. Vive no mundo da lua, parece não ter clara noção da realidade, de suas responsabilidades. Não mede gastos, não avalia prioridades. Chega a ser marcado pela ingenuidade. Age como se a vida intelectual servisse apenas para aliená-lo, para esquecer da realidade.
Suas atitudes trazem desgraça à família. Para sua mulher, a vida é um grande sofrimento, dadas as restrições do lar. A relação acaba sendo instável, a vida do casal é miserável.
Campos Lara é um exemplo do que não deve representar a atividade intelectual. Uma coisa é procurar erudição, outra, bem diferente, é fazê-lo ignorando as obrigações cotidianas.
Por fim, após uma experiência hilária, quando teve que enfrentar um bando de fofoqueiros (ótima passagem do livro), Campos Lara começa a ter algum sucesso na carreira. Mas, mesmo consagrado, continua sem considerar devidamente a importância de prover meios materiais para manutenção da família. Nesse momento, enfim, ele acaba por questionar a própria trajetória.

REFERÊNCIA CONSULTADA:
LESSA, Orígenes. O Feijão e o Sonho. 51° ed. São Paulo: Ática, 2010. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário