Páginas

23 de jun de 2019

Um Péssimo Profissional na Workana


Acessei o site Workana (https://www.workana.com), de contratação de freelancers, e publiquei um projeto para adequação de uma foto.
Acabei por aceitar a proposta de trabalho de um freelancer chamado Marcelo Silva, que combinou entregar o serviço em menos de 24 horas.


Finalizado o trabalho, tive uma grande decepção. Ficou tão ruim que considerei que eu teria feito melhor (e fiz).
Respondi que o trabalho não estava adequado, bastando comparar com os exemplos que eu havia indicado no anúncio. Era algo tão óbvio que preferi não entrar em detalhes, aguardando posicionamento do freelancer para refazer o projeto.
Ao invés de refazer o trabalho ou desistir (o dinheiro retido na Workana seria restituído, pois o freelancer só recebe após a conclusão e aprovação do projeto), ele optou por escrever um texto dizendo, com uma explicação não aplicável ao caso, que eu estava errado por não ter gostado do trabalho.


Diante disso, respondi apenas que o trabalho estava reprovado por qualidade inadequada. Ficou evidente que o freelancer não tem estabilidade emocional para lidar com cliente insatisfeito:


 Como disse na resposta ao freelancer, se um cliente está insatisfeito, faço o possível para corrigir o erro ou compensá-lo. Jamais ficaria discutindo com o cliente para saber quem tem razão. Isso é pura perda de tempo. Se o prestador de serviço ou fornecedor tem razão ou não, pouco importa. O cliente irá considerar apenas a própria insatisfação. O ideal é remediar a situação na forma que for possível, e apenas isso.
Não obstante, o freelancer prosseguiu, me chamando de amador, ignorante e mau caráter:


 Amador, é claro que eu sou. Se não fosse, por que estaria contratando o serviço? Chamar um cliente de amador, ignorante e mau caráter apenas revela a própria falta de profissionalismo e capacidade.
E o freelancer corrobora sua instabilidade mental ao apelar para o vitimismo, passando a considerar que ele teria sido ameaçado:


Em complemento:


Por fim, diante da incapacidade do freelancer, iniciei moderação para cancelamento do projeto e restituição do valor dado em garantia.
O freelancer aceitou, mas não sem antes fazer comentários rudes, como se ele tivesse razão e o cliente não, talvez para afagar a própria arrogância. Para esse freelancer, o cliente nunca deve ter razão:


Infelizmente, por causa dessa primeira e péssima experiência, pelo menos por enquanto eu resolvi não contratar mais serviços pela Workana. Sei que devem existir profissionais de verdade no site, e não apenas amadores se fingindo de profissionais.