Páginas

18 de mar de 2014

Assassinato de Reputações: um Crime de Estado

Um livro bomba, que não se destaca pela qualidade literária, mas pelas informações estarrecedoras que apresenta a respeito do governo do Partido dos Trabalhadores (PT).


Romeu Tuma Jr. trata como foi montada a máquina de dominação do PT, a qual se constitui num projeto semelhante ao do PRI (Partido Revolucionário Institucional, que chegou a governar o México por 71 anos seguidos). Do relato do autor, infere-se que o PT procurou, e procura, instalar controle sobre o poder executivo, legislativo e o judiciário - enfim, o controle total sobre a sociedade brasileira.
Tuma relata como o governo petista aparelhou e fez uso da Polícia Federal, através de táticas de difamação e ataques em favor de interesses políticos. Uma realidade que se mostra muito distinta do discurso de democracia que supostamente existe no Brasil.
O livro também revela que o ex-presidente Lula foi informante do Dops (Departamento de Ordem Política e Social), na ditadura militar.


São surpreendentes as informações a respeito da Operação Satiagraha, com o banqueiro Daniel Dantas envolvido em vários empreendimentos, e porque a Abin acabou atuando nessa operação após o caso ter sido abafado na Polícia Federal. O autor cita, ainda, as escutas telefônicas e ambientais realizadas contra os ministros do Supremo Tribunal Federal durante essa operação.
O livro trata, também, do que foi e como funcionava o esquema do "mensalão", bem como o que acabou dando errado, com o episódio onde Lula teria tentado chantagear o ministro do STF Gilmar Mendes - o que resultou num empurrão para continuidade do processo, que veio a condenar altos dirigentes da cúpula petista anos depois.
Outro ponto importante diz respeito às informações sobre o caso Celso Daniel, prefeito assassinado de Santo André-SP. Celso Daniel, conforme relatado no livro, era um arrecadador de fundos para campanhas do PT e acabou se envolvendo num acerto de contas de um esquema de propinas. A principal testemunha do caso foi assassinada dentro de um presídio, onde Tuma observa que nove portas foram abertas para que outros presos pudessem cometer o ato. Aliás, o caso se destaca pelo sistemático assassinato de várias testemunhas.
Enfim, um livro obrigatório para entender os planos políticos que afligem a sociedade brasileira.

Um comentário:

  1. Os petistas da "base" acham ou se fazem acreditar que esse livro é obra de ficção. Criticam o cara, patrulham os leitores.

    ResponderExcluir